Os melhores anfitriões do mundo!!!

Não gosto de ficar comparando países e lugares, mas uma coisa que nunca escapa de comparações e a receptividade que temos nos lugares. Isto e comum, e muitos viajantes acabam fazendo suas lista, pois esta diretamente ligado com a sensação que você vai ter do lugar. Posso afirmar que a maioria dos países  nestas listas são os mesmos.

Na Africa Oriental foi um choque. No Malawi pessoas convidando para ficarmos na casa delas, para fazer uma refeição ou pelo menos acampar no terreno. Na Tanzânia pessoas que não tinham o que jantar insistiam em dividir o almoço  Uganda, Zâmbia  a região e incrível neste sentido.

Uma coisa que ficou clara e que se um lugar e muito turístico  esta receptividade tende a ser diferente, pois muitas vezes te olham como um caixa eletrônico ambulante, enquanto em lugares muito mais pobres, vão te dar coisas, em vez de tentar te vender.

De uma forma geral, acho que poderia fazer uma tese, onde quanto mais humilde a região, melhores anfitriões eles são.

Indo mais para o norte, conhecemos outro tipo de hospitalidade, a hospitalidade árabe  Alguns apontam o passado nômade  onde todos precisavam se ajudar, como o motivo de ajudarem tanto os viajantes. Isto pode ser verdade, pois a receptividade e absurda na Somalilândia e deserto do Djibuti também.

Carros parando para te ajudar nas ruas do Emen  Comidas e caronas ao pedir informação na Jordânia  Na Síria acho que eram ainda mais legais, oferecendo ajuda mesmo quando não precisávamos.

No sudeste asiático  o Laos figura o topo da maioria das listas, mas como só fomos para lugares mais manjados e ficamos pouco tempo, para nos não alcançou esta posição  O campeão disparado foi o Mianmar, que brincávamos atingir padrões leste-africanos de hospitalidade

Voltando a tese dos Árabes,  outra grande explicação esta na religião  Os muçulmanos são ótimos anfitriões por um motivo bem simples: Deus! Esta escrito no Corão  e eles encaram uma visita como um presente de Deus (árabes cristãos são bons anfitriões  mas não chegam perto dos Árabes muçulmanos).

No topo da lista de muitos viajantes esta o Irã. Tínhamos ate um certo receio antes de vir para cá  pois nossas expectativas estavam muito altas. Mas toda uma tradição persa de conviver com diferentes culturas (Ciro fez a primeira proclamação dos direitos humanos a 2500 anos atrás), unida a religião Islâmica, pode ajudar a explicar uma nova forma de receptividade, talvez a mais incrível que já vimos.

Pessoas te convidam para a casa delas em poucos minutos de conversa, seja para almoçar  jantar ou passar a noite. O teu telefone ou e-mail vai ser questionado em segundos, e acreditem, eles vão ligar, seja para ver como vc esta, para bater um papo, mesmo que não falem nem inglês.

Se aceitar o convite, não ache que vai escapar tão fácil  Vão pedir para você ficar mais um dia, e outro. Não vão nem entender de você ir embora, te perguntando se você não tem sentimentos. Você não vai encostar na carteira, vão te pagar tudo, absolutamente tudo. Se você falar que gostou de algo, vão te dar na hora. Se não falar nada, vão te dar alguma coisa de qualquer forma. Não duvide se depois de algumas semanas de viagem pelo Irã tiver que mandar alguns kg de presentes para casa.

Tudo bem tratarem bem um hospede, mas te darem presentes de família  oferecer a melhor cama da casa, te tratarem como um rei, nos nunca tínhamos visto. Nem o barbeiro deixou eu pagar pela minha barba, para ter uma boa recordação do Irã.

Posso não querer comparar países e lugares, mas seria injusto não mencionar que o Irã redefine o termo hospitalidade, e isto não e *Taroof.

Taroof – Os iranianos são muito sofisticados, e isto também pode ser observado na educação deles. Para evitar que alguém fique numa situação constrangedora, existe um sistema chamado Taroof. Você tem que negar algumas vezes qualquer oferta, para no caso dela ser só gentileza, não comprometer a pessoa. E muito divertido, mas as vezes nos perdíamos quando era taroof ou não. Depois de negarmos uma centena de vezes perguntávamos na cara dura, e taroof ou não? haha E claro que, quando o motorista de táxi ou vendedor do mercado falavam que não precisava pagar, sabíamos que era só uma questão de insistir. Mas com tantos lugares no mundo que tentam te enganar/roubar nos preços, não deixa de ser um alivio.

Anúncios