London Fields, London channels…

O tempo passou rapido, e la estavamos nos voltando para a viagem. Sim, voltando, pois seria impossivel considerar esta uma outra viagem, pois, mesmo com o intervalo, ‘e uma continuacao.

Tivemos a grata surpresa de receber amigos nos aeroportos de Curitiba e de Sao Paulo. Se a ultima parada antes de ir para o Brasil tinha sido Londres, nada melhor que passar por la no caminho de volta para a viagem. Com a Gi morando la, para mim e uma obrigacao. De quebra a Bibi ja vai entrando no ritmo da viagem, sem aquele choque inicial.

Tinhamos poucas “obrigacoes”, a nao ser passar tempo com a Gi e Dan. Aproveitei para comprar uns livros por aqui. Sao mais baratos, tem muito mais opcoes, e em ingles fica mais facil de trocar pelo caminho. Dificil escolher entre tantas opcoes. A Bibi comprou algumas coisas especificas para a viagem tambem. Uma toalha de alta absorcao sai pela metade do preco de uma no Brasil.

Tivemos sorte com o tempo e o sol nos acompanhou todos os dias. Aproveitamos e fomos no Brodway Market, um mercadinho de rua, cheio de comidinhas e artistas. Nos abastecemos para um piquinique e fomos no London Fields, ali ao lado. E um parque praca que tava lotado, pois todos estavam loucos para aproveitar o sol. Um amigo nosso, o Gustavo apareceu por la e fomos num pub ali do lado para ver a tradicional corrida a cavalo “Grand National”. O lugar tava muito cheio, mas conseguimos um bom lugar para acompanhar. Ja tinhamos feitos nossas apostas, e meu cavalo era o “Character Building”. Como quase nao o via durante a corrida, fiquei torcendo mais para eles cairem do que para meu cavalo. De qualquer forma foi divertido. O lugar parou por alguns minutos, parecia decisao de copa do mundo por penaltis. Logo depois chegou o Nate, meu “irmao” americano. Morei na casa dele a 17 anos atras, e ja fazia 8 anos que nao o via. Conversamos um monte e acabamos indo jantar num restaurante bem gostoso. Passamos num pub depois, mas nem vou listar todas as vezes que fomos em pubs, pois se nao o post vai ficar longo…

Market

Fields

onde esta o "Character Building"

Bibi, Gui e Nate

Se tem sol, tem que aproveitar atividades outdoor, certo. Pegamos as bicicletas de aluguel que estao espalhadas pelas ruas, e seguimos pelos canais ate Camden Town. Na verdade nao foi tao simples, pois nem sempre tinham as bicicletas disponiveis, e deu problema na leitura do cartao. De qualquer maneira, o sistema e muito bom.  Rodamos pelos canais com suas casas barcos, e dava para esquecer um pouco que estavamos em Londres. Paramos para fazer outro piquinique e nao eramos so nos que estavamos querendo aproveitar o sol! Se tinha uma grama, tinha alguem sentado. De resto mais programas familia, jantar, pubs e somente mais uma passada no centro.

Curtindo um sol

Alugando bicicleta

Como iriamos viajar com passagem low cost, nosso voo saia cedo. Foi uma maratona de onibus e trem ate o aeroporto de Gatwick. Um empenho! Mas ai sim iniciaria a verdadeira viagem.

Anúncios

London Calling!

A despedida da Bibi no aeroporto em Roma era a despedida da viagem. Nao tinha mais como se enganar, tinha terminado. Ela iria passar o dia seguinte em Madrid e eu estava indo para pouco mais de 24 horas em Londres. Desta vez nao iria a Londres para nenhuma programacao especifica, mas tinha uma missao importante: conhecer o Dan, noivo da Gi, minha irma mais nova.

Peguei o onibus do aeroporto ate o entro e eles ja estavam me esperando. Nao via a Gi desde o ano novo na Tailandia e foi muito legal. Me dei bem com o Dan e nao demorou muito para eu estar fazendo brincadeiras do tipo, ta faltando a aprovacao do irmao mais velho, e mais tarde, trouxe um papel com datas para voce escolher…

Foi legal de ver que eles tao morando num apartamento bacana, em Highbury, e passaram da fase estudante de se amontoar num apto com um so banheiro e um monte de gente (fase dura, mas muito importante). Minha ultima hospedagem seria um couchsurfing, mas bem mais familiar! Fomos jantar em Stroke Newington, junto com uns amigos deles. Comemos num restaurante turco muuito bom, e Londres pode nao ser tao cara se souber escolher os lugares. Fiquei conversando a maior parte do tempo com o Gustavo, amigo nosso a muito tempo. Esticadinha para um pub e conheci os tal de “Hipsters”, nova moda em Londres. Nao vou passar muito tempo descrevendo os figuras pois a Gi me passou um link, e as imagens valem mais que palavras… Deem uma olhada, muito bizarro!

http://www.latfh.com

Conversei bastante com o Dan, e ele ate preparou um British Breakfast. Tentava falar mais portugues para ele treinar e sabe que ele ta falando bem. Tempo ruim, frio para meus padroes, de depois de um tempo no apto, fomos para outro pub ali ao lado. O dia voou e logo estava me preparando para ir para o aeroporto. Nunca tomo nada para dormir, mas a Bibi tinha me dado um dramin e tomei para garantir o sono, ja que estava ansioso. Acordei e ja estavamos chegando na Cidade Maravilhosa!