Por onde andei

Por onde andei

Por onde andei

Muitas pessoas me perguntam em quantos países estive. É uma pergunta difícil, pois o que é um país?

A FIFA tem 209 “países”

Na ultima Olimpíada participaram 206 “países”

A Unesco tem sítios registrados em 159 “países”

A ONU considera 193 “países” mais o Vaticano.

Ao solicitar visto para os EUA, existem 251 “Países” para você mostrar a sua origem.

Existem pelo menos outros 10 países independentes, mas com reconhecimento limitado: Abecásia, Kosovo, Saara Ocidental (Republica Árabe Sarauí), Palestina, Taiwan, Ossétia do Sul, Nagorno-Karabakh, Transnístria, Chipre do Norte e Somalilândia. Dai surgiu a ideia do livro “Uma viagem pelos países que não existem” lançado em agosto de 2016.

Anos atrás foi declarada a independência de Azawad, no norte do Mali-Níger, mas a região ainda está em disputa. As Republicas de Donetsk e Luhansk se separaram da Ucrânia. resta saber se vão se manter independentes ou serão anexadas à Russia. Alguns outros poderiam ser citados.

Outros tentos lugares já foram independentes (ou gostariam de ser) e hoje estão anexados a outros países. Curdistão, Tibete, Caxemira, Turquistão Oriental, Catalunha, País Basco, dentre outros.

 

 

Com a anexação da Crimeia, a Russia passou a ter 22 Repúblicas Autônomas, com presidentes próprios, de acordo com minorias étnicas, como o Daguestão, Chechenia, Kalmukia, Tatarstão…

A China possui cinco regiões autônomas, Xinjiang e Tibet estão entre elas.

Para complicar de vez, existem os territórios.  A ONU considera o Reino Unido um “País”. Portanto Escócia  Inglaterra, Irlanda do Norte e país de Gales são tudo a mesma coisa. Na verdade se você for para Gibraltar ou Ilhas Malvinas, vai ter ido para o Reino Unido.

Se for para Guiana Francesa, Ilha Reunião ou Polinésia Francesa vai ter estado na França assim como se tivesse ido a Paris.

Se for para ilhas Faroes ou Groenlândia vai ter estado na Dinamarca da mesma forma que se tivesse ido para Copenhague.

Muitos países Africanos conquistaram sua independência a menos de 40 anos atrás. As linhas de fronteiras foram traçadas por europeus, e dividem povos, etnias, línguas.

Tudo isto para mostrar que o mundo não pode ser dividido em países, e sim por regiões.

Alguns clubes de viagem tentaram fazer novas divisões.

O Americano Travler’s Centure Club (TCC), separa o mundo em 325 territórios.

Most Traveled People (MTP), divide o mundo em 875 lugares.

The Best Travelled (TBT), contabiliza 1281 regiões.

Aumentar o numero de “países” visitados? Muito pelo contrário, muito mais fácil seria visitar “somente” os da ONU.

Bandeiras da Somalilandia, Karakolpak, Palestina, Saara Ocidental, Tibet, Xinjiang, Curdistão, Inglaterra fazem parte da minha mochila. São ou não países?

Bandeiras da Somalilândia  Karakolpak, Palestina, Saara Ocidental, Tibet, Turquistão Oriental, Curdistão, Inglaterra, Abecásia, Nagorno-Karabakh, Catalunha fazem parte da minha mochila. São ou não países?

Anúncios

21 comentários em “Por onde andei

  1. Amei conhecer essas culturas e digo que vocês são um dos poucos privilegiados a adquirir tanto conhecimento. Gostaria de conhecer bem o Brasil através de vocês, por onde andaram, como são as diversas culturas brasileiras, quais são os melhores lugar do nosso país, os mais belos e os mais miseráveis. Não tenho condições de viajar mas, se as tivesse queria conhecer o Brasil inteiro, amo esse nosso país. Abraços Sonia, muito obrigada por dividir essas experiências maravilhosas.

    • Oi Sonia, viajamos pelo Brasil em outros momentos, e continuaremos viajando. Não relatei aqui no blog mas pretendo incluir. Nosso país tem uma diversidade cultural fantástica, pena que esteja se acabando. Mas existem muitos lugares incríveis, principalmente no interior do Norte e Nordeste.
      Abraço

  2. Parabéns pelo trabalho, ou seja, o livro as viagens.
    São poucas as pessoas que tens este espírito para conhecer o novo, o desconhecido sair da rotina…….
    Com a base dos livros de voces estou pensando hoje de começar a planejar a minha viagem pela américa do sul primeiramente..

    Um abraço do tamanho do Rio Grande Do Sul

    Marcelo Teixeira

    • Obrigado Marcelo! Você não imagina a nossa felicidade em escutar que as pessoas estão se inspirando e resolvendo “cair na estrada”depois de escutar nossas historias! Muito legal mesmo!
      Bom planejamento, boa viagem e me conte quando estiver partindo!!
      Abraço

  3. Assisti vocês no Jo e adorei ouvir suas experiências.Adoro viajar,conhecer novos países e novas culturas.Parabéns!

  4. Parabéns, eu assisti toda a entrevista e achei fantástica as histórias contadas os lugares visitados, as culturas enfim…. continuem viajando e nos informando sobre essas experiências incríveis, pretendo ler o livro também. Abçs

  5. Nossa eu tô boba!!!! Ontem mesmo eu estava pensando sobre a vida e por um lado fiquei triste porque pensei:” a vida é tão curta, o mundo é tão lindo e cheio de coisas fantásticas… eu não queria seguir dia pós dia da minha vida assim =>trabalhando=> estudando=> cumprindo horários=>… rotineiramente e incansavelmente seguindo um círculo viçoso e entediante. Não que eu não goste de trabalhar e estudar, mas eu não aceito que minha vida se resuma somente à isso!!! Porém em meio a tudo isso me vêm a realidade:o meu maior obstáculo é o dinheiro. Deve gastar bastante para se fazer todas essas viagens não é?

    • Oi Gabriela, tudo bem?! Espero que sirva de inspiração.
      De uma olhada aqui: https://saiporai.com/perguntas-respostas/
      Falo um pouco sobre a questão financeira entre outras dúvidas que surgiram de leitores.
      De uma maneira geral:
      10 viagens de um mês saem muito mais caro que uma de 10 meses 🙂
      Quanto mais vôos e mais rápido se viaja, mais caro fica.
      Depende muito do lugar e do estilo do viajante.
      Existem países que gastei menos que 400 USD em um mês de viagem, incluindo TODOS os gastos. São aproximadamente 800 reais em um mês, menos que eu gastaria no Brasil para hospedagem, transporte, alimentação laser…
      A maioria não chega ao dobro disto.
      Dinheiro não deve ser um impedimento, já que existem programas como o workaway.org onde vc ganha alimentação e hospedagem por trabalho. Tem o Couchsurfing, muitas formas de economizar. As melhor regra é, ganhe em países desenvolvidos para gastar em países mais baratos. 😉
      Precisando de ajuda é só falar!

  6. Que irada a mochila Guilherme!!! Só ela já é um belíssimo cartão de visita! Imagino que tenham iniciado muitas conversas com você por verem que você é um viajante aventureiro.

    • Na verdade eu uso uma capa nela, então acaba aparecendo pouco. Mas quando aparece sempre vem gente conversar e perguntar sobre algum país 😉

  7. Pingback: Novo projeto: Países que não existem | Saíporaí

  8. Olá meu caro.
    Interessantíssima esta matéria, inspire mesmo as pessoas a descobrir o novo, conhecer um mundo além do novo. Neste exato momento estou deixando a Turquia em mais uma de minhas viagens pelo globo. Após começar a viajar minha vida mudou muito é como um vício.
    Parabéns pelo trabalho e por favor mantenhamos contato.
    Grande abraço.
    Jailton Sampa.

    • Oi Jailton,
      Obrigado pelo comentário e pelo elogio!
      A Turquia é muito legal, né?! Porta de entrada para o Oriente…
      Vamos manter contato sim!
      Grande abraço

  9. Bom dia Guilherme. Estou somente a umas 2 horas lendo seu blog, rs. Realmente é incrivel quando nos deparamos com algumas pessoas que não se limitam à qualquer barreira para realizar o maior objetivo da vida! Também fiz algumas pequenas viagens pelo mundo, e sei o quanto é prazeroso falar sobre isso, então genial a idéia de contar isso num livro para que de maneira sustentável continue realizando seus sonhos! Minha próxima talvez seja para o sul da Africa, então não duvide que ja estou aguardando seus livros chrgarem em casa, rs. Também compartilho do mesmo objetivo de vida, estou apenas em um fase de transição, que é trabalhar em um escritório, rs. Enfim, parabéns por toda essa historia e por ser inspiração a muita gente. Abraços.

    • Oi Renato, obrigado pelo comentário e pela compra dos livros 😉 Espero que goste!!
      Após ler o livro e o blog, se surgir alguma duvida é só entrar em contato, te ajudo como puder!!
      Grande abraço

  10. Parabéns pelo teu blog um belo trabalho e de uma forma muito educacional e que foge aos outros que tentam fazer um guia de turismo. Muito bons teus livros. Eu também gosto de viajar e tenho um modesto blog.um abraço e mais uma vez parabéns.

    • Obrigado Armando! Fico muito feliz com os elogios. Acredito que seja preciso fazer algo diferente, né?! Mais um guia entre tantos não faria sentido.
      Grande abraço

  11. Pingback: Volta ao mundo pelos países que não existem - Mochileza

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s